segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

Ida ao Mercado.

Às vezes uma simples ida ao mercado pra comprar meia dúzia de pertences para o jantar, pode tirar a paciência de qualquer cristão! Já explico:



Começou no açougue do mercado, pedi um kilo, o rapaz colocou 1kg e 200g e ficou me olhando, como a me desafiar a reclamar dos 200 gramas a mais. Claro que não reclamei. Peguei e saí.



Na fila do caixa, escolhi uma com duas pessoas na minha frente, cada uma com umas 6 ou 7 coisas pra passar. Mas não resisto. Sempre, SEMPRE fico de olho na fila do caixa ao lado, achando que fiz um mau negócio. Que era lá que devia estar.



Claro que troquei de caixa! Pra descobrir que a caixa anterior era rápida e experiente e a minha atual estava em treinamento. Toda hora errava. Eu mereço!



Quando finalmente chegou a minha vez, parou um casal atrás de mim e a mulher se achou no direito de ficar CHEIRANDO O MEU CANGOTE enquanto eu passava as minhas coisas. E, como se não fosse o bastante, resolveu ESPIRRAR em cima das minhas coisas! E eu pra variar, não falei nada!



Tô com um ódio! Mas não é nem do povo folgado, não! É de mim! Preciso urgente tomar uma dose de cara-de-pau de Rosana/Guiga e falar o que me der na telha. Nem ligando se vou ou não vou ofender uma dessas pessoas! Saco! Tô me sentindo assim, ó:



Sabe esses cachorrinhos que latem, latem... Mas ninguém tem medo?! Pois é... Eu!

2 comentários:

Adriele disse...

e comigo vc manda ver na bronca. tenho menos respeito que o fungador de pescoço! hunf

Agnes disse...

Hahaha...peguei fama de barraqueira!
Alda, sem dó...olha feio e dá um chega pra lá!!
Um dia vc evolui e vira encrenqueira! Na próxima licença maternidade eu te dou mais algumas aulas, não sei se vai adiantar, mas eu tento...